Conheça as diferenças no organismo e de comportamento entre os homens e mulheres e saiba se o seu relacionamento é promissor
mudança
A mudança é necessária e antecipa a evolução
2 de agosto de 2018
Se joga nas mudanças do autocuidado
24 de junho de 2021

Conheça as diferenças no organismo e de comportamento entre os homens e mulheres e saiba se o seu relacionamento é promissor

Em algum momento da vida você já deve ter ouvido aquele clássico dos anos 90, que o refrão gruda igual chiclete no ouvido:  “Não era amor ô ô ô… era cilada! Esse pagode  já foi o primeiro nas paradas de sucesso da vida amorosa de muitas pessoas, afinal quem nunca acreditou que estava diante de um grande amor e se decepcionou?

 Mas quais os sinais de que seu relacionamento pode ser uma grande roubada? Mentiras, manipulação, traição, ciúme….! Sim, esses são sinais evidentes de que você cantará o “pagode da cilada” em breve, infelizmente.

Aí, fica a dica, né  Roubada tem cara do quê?…. De roubada, claro. São comportamentos e situações que nos deprimem, tiram nossa paz.  Por isso, muita calma:  vamos colocar as dificuldades ou desentendimentos dos relacionamentos em seus devidos lugares, já que nem toda divergência se trata de “cilada”. 

Antes de”chutar o balde”  no primeiro conflito e deixar de viver um relacionamento bacana, saudável, vale, antes de tudo, identificar o que podem ser diferenças pessoais, de gostos, ou apenas, simplesmente, fisiológicas. Pois é, antes de tudo, homens e mulheres possuem uma genética distinta, no seus cromossomos, que diz muito sobre as diferenças de gêneros.

Hoje, a chamada “Neurofelicidade”, ciência que estuda o sentimento, a partir da fisiologia e da atividade do nosso sistema nervoso, já reforça que para um relacionamento saudável é necessário, sim, olhar para as características individuais da constituição e da natureza masculina e feminina.

Aqui, aponto algumas diferenças para contextualizar essas particularidades que ficam evidentes no dia a dia (e que com certeza vão te fazer lembrar de algumas situações já vivenciadas)

  1. Racional e Emocional 

Os neurocientistas apontam que pessoas com maior atividade no hemisfério esquerdo cerebral tendem a ser analíticas e lógicas, possuem maior habilidade para matemática, por exemplo. Por outro lado, as que se concentram no lado direito são mais visuais, intuitivas, imaginativas e atentas ao ambiente. Isso não quer dizer que não usam o outro lado do hemisfério. Tanto homens quanto mulheres usam os dois lados.

O psiquiatra Simon Baron-Cohen, no livro “The essencial difference”, afirma que os homens que processam mais pelo lado esquerdo, são considerados mais racionais, e as mulheres, que, essencialmente tem mais atividade pelo lado direito, são mais emotivas e buscam soluções criativas à vida. 

A partir disso, surgem tantos desdobramentos na vida.

   2)Orientação Espacial e Sociabilidade

Por conta dos cérebros masculinos e femininos processarem informações e emoções de forma diferente, a orientação das conexões entre os neurônios dos homens favorece a habilidade de cálculos, ou a visão espacial,  as mulheres, por outro lado,  lidam melhor com as relações humanas, a linguagem e a visão periférica. Assim , elas são mais detalhistas e empáticas e homens têm um olhar mais amplo e se focam mais em ações e na comunicação objetiva.

Esses fatores explicam a falta de percepção  do homem  quando as mulheres cortam o cabelo e ela retruca: “Você nunca repara em mim.” 

Lembre-se disso antes de achar que se trata de desinteresse.

Ou ainda, aquelas dificuldade de comunicação recorrentes, em que mulheres esperam que o homem faça algo e, mesmo em meio à indiretas, mau-humor e ele não tem qualquer noção do que é. 

Por isso, esse conselho é para você, leitora: fale ao homem exatamente o que você quer, senão ele jamais saberá, já que para eles é natural expôr claramente suas vontades.

3) Multitarefa

Já deve ter tentando falar com um homem, enquanto ele estava em alguma atividade e ele sequer ouviu uma palavra? Isso é uma queixa bastante comum das mulheres, já que elas conseguem falar, cozinhar, ler mensagens do whatsApp e regar plantas ao mesmo tempo, isso tudo sem que a qualidade da tarefa seja prejudicada.

O segredo para essa proatividade está no maior número de sinapses, nos dois hemisférios cerebrais nas mulheres e na capacidade e um aparelho sensorial mais aprimorado para captar sinais não verbais, por isso  a tendência feminina para facilidade na comunicação mais subjetiva, a partir de tom de voz, expressões faciais ou até outras questões intuitivas. E,  é claro, essa característica também facilita as “várias abas abertas” no cérebro das mulheres, como os computadores.

E assim, com o sistema nervoso mais “concentrado”, os homens não se sentem confortáveis em realizar muitas tarefas. Melhor respeitar a individualidade das pessoas, não é?

4. Evitando Autossabotagem

Além dessas características você já deve ter percebido que eles são mais propensos ao silêncio e elas à conversar. O Best- Seller “Homens são de Marte e mulheres são de Vênus” , de John Gray,  diz: “ os homens vão às cavernas e as mulheres falam”, isso para lidar com crises. Já imaginou o tamanho da encrenca? Mas,  saiba que elas podem ser minimizadas entendendo a natureza de cada um.

Por isso, te convido a olhar com mais carinho ao seu relacionamento, ou ao conhecer alguém, e entender que as diferenças fazem parte, mas podem ser levados com leveza. Não descarte as pessoas por achar que elas não estão dando o que você precisa, antes de entender mais sobre a origem das diferenças. Decisões  pautadas em fuga, tem cara de sabotagem de felicidade.

Lembre-se sempre que Relacionamento é Construção.

No kit dos sexos que preparei especialmente para o Dia Dos Namorados apresento 12 diferenças do comportamento entre homens e mulheres e um material completo com vídeos e ebook, que ajudará a ter mais autoconhecimento e conhecer melhor o seu parceiro (a), diminuir conflitos e criar um relacionamento que te deixe feliz.

Conheça mais sobre o meu Programa FELICITUDE (Felicidade + Atitude) , que a partir da premissa de aspectos científicos da neurociência, tem ajudado as mulheres no autoconhecimento, a se amarem, descobrirem talentos e a paixão pela vida. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *